Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

⊙ A Morada dos Dias

{ Horizontes. Olhares. Rumos Cruzados. Palpitações. Compassos dos Dias. }

18
Jun13

Middlesex

Terminei a leitura do segundo romance de Jeffrey Eugenides. Não restam dúvidas de que Eugenides tem condições de sobra para se tornar num nome grande da literatura mundial. "Middlesex" é uma obra que tem todos os condimentos necessários para ser de leitura quase-obrigatória. Ao longo de mais de 500 páginas vamos acompanhando o trajeto da família Stephanides deste a Turquia até ao êxodo nos Estados Unidos no pós-I Guerra, as suas especificidades culturais, os seus dramas familiares, os seus segredos bem guardados que esperaram duas gerações para se revelarem. "Middlesex" é um romance sobre os mistérios do ADN, do hermafroditismo, sobre as nuances de um povo num novo mundo, sobre as mutações da sociedade norte-americana desde o pós-I Guerra Mundial até à atualidade. Não há dúvida que com mais arrojo Eugenides teria feito, em 900 páginas, uma obra de assombro. Não obstante, há ali fortes traçados da escrita de Hemingway.