Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

⊙ A Morada dos Dias

{ Horizontes. Olhares. Rumos Cruzados. Palpitações. Compassos dos Dias. }

10
Set13

Não veremos o Paulinho nas feiras.

A medida de não transmissão das campanhas autárquicas poderá até ser positiva. Embora favoreça as forças tradicionais, PS, PSD e CDS, partidos que não necessitam de tempo de antena para se saber que existem, ao mesmo tempo impede que tais tempos sejam usados como manifestações de caráter populista. Paralelamente, reconhecendo que as transmissões tendem a cobrir essencialmente os focos de poder que são Lisboa e Porto, não há deste modo uma aglutinação das transmissões em favor de jogos também de outra dimensão, tradicionalmente jogados nesses campos de ação política. É uma pena que, ainda assim, seja possível ver "os líderes partidários a comentar ou a discursar, ainda que em acções de campanha dos seus candidatos autárquicos, unicamente sobre temas com impacto nacional como o desemprego, a troika ou as rescisões na função pública", perpetuando assim a instrumentalização política das eleições autárquicas em favor da grande política nacional. No fundo fica quase o dito por não dito, e vamos ver se isto é jornalismo ou ação política.

1 comentário

Comentar post