Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

⊙ A Morada dos Dias

{ Horizontes. Olhares. Rumos Cruzados. Palpitações. Compassos dos Dias. }

17
Set13

Os eternos resgatados.

A necessidade de um segundo resgate a Portugal é cada vez mais evidente. O velho plano gaspariano de "enorme aumento de impostos", a austeridade pela austeridade, o "ir além da troika", o estrangulamento da situação financeira das famílias, a subtração do poder de compra e do mercado, tudo em nome de um país livre da assistência financeira, foi afinal o já esperado grande embuste. O projeto ideológico do capitalismo selvagem marcado pelo sistema bancário é por demais evidente. Há uma moeda única mantida à força, fazendo de uma Europa assimétrica um espaço de tutela alemã, há uma Goldman Sachs a embalar os governos e as instituições internacionais, e uma loucura que assassina o Estado Social, que manda fazer as malas e emigrar, que devota a estabilidade social à precariedade em nome de um bem maior: o sistema financeiro. Há um problema maior que continua a ser varrido para debaixo do tapete, entregando uma geração ao desespero e à insustentabilidade. O capitalismo sem ética, o comércio sem regras, a globalização dos mercados, as agências de rating. Um mundo de loucos.

 

[quadro: "Jack the Ripper's bedroom", de Walter Sickert]