Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

⊙ A Morada dos Dias

{ Horizontes. Olhares. Rumos Cruzados. Palpitações. Compassos dos Dias. }

⊙ A Morada dos Dias

{ Horizontes. Olhares. Rumos Cruzados. Palpitações. Compassos dos Dias. }

31
Out13

Uma sociedade às direitas.

O que a análise de Miguel Vale de Almeida nos deixa compreender é precisamente que vivemos governados por uma direita particular, com uma noção bem definida de modelo de sociedade. Já o disse antes esta é uma geração/direita que não aceita nem perdoa que os filhos dos remediados tenham ido para a faculdade e muitos tenham conseguido, por essa parte, promover a ascensão social. Arriscaria dizer que falamos de colegas de carteira que por mérito próprio não precisaram da política para se fazerem "alguém". Por isso esta malta que nos governa quer uma sociedade em que só quem tem pode ser alguém. Só os filhos dos doutores e engenheiros o podem ser também. O resto que seja proletariado. Só esquecem que estarão, por ventura, a construir um proletariado que votará no mais velho inimigo do Estado Novo.

2 comentários

Comentar post

"E naquela casa, que ninguém conhecia a idade, era como se os dias não fossem dias".

Email | Blog Académico | Página Pessoal 

OS MEUS LIVROS

p-imdv.jpg

O livro está disponível para download aqui. COVER ULHT.JPG O livro está disponível para download aqui O livro está disponível para aquisição aqui O livro está disponível para aquisição através do email correio@cpcy.pt

UNS TANTOS