Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

⊙ A Morada dos Dias

{ Horizontes. Olhares. Rumos Cruzados. Palpitações. Compassos dos Dias. }

29
Abr13

PSD ou a Cadeia de Horrores

É já senso-comum que o governo português tem por chefe em exercício real o ministro das Fianças Vitor Gaspar, cabendo a Pedro Passos Coelho, oficialmente primeiro-ministro, o papel de ventríluco. A situação é particularmente preocupante quando compreendemos que não haverá alternativas no interior do vigente governo porque a única política em uso é a de Vitor Gaspar. O governo português é um 'estudo-de-caso' de como um governo consegue ser dependente de um único modelo oriundo de um único ministro que concentra em si totalitariamente o rumo do país. Mais preocupante é pensar que PPC chegou a primeiro-ministro sem ideias próprias, produto de uma estratégia de marketing, e de um golpe interno no PSD, num jogo de empurrar alguém para a forca e lavar as mãos da responsabilidade cívica. O país está como está porque houve uma cadeia de horrores - PSD elegeu PPC para líder, o povo elegeu PPC para primeiro-ministro e PPC escolheu VG para governar por si.

 

[adenda: o texto de Tomas Vasques no "i"]