Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

⊙ A Morada dos Dias

{ Horizontes. Olhares. Rumos Cruzados. Palpitações. Compassos dos Dias. }

⊙ A Morada dos Dias

{ Horizontes. Olhares. Rumos Cruzados. Palpitações. Compassos dos Dias. }

02
Mai13

Estado Social

O ESTADO SOCIAL é imperfeito, assim como o é a Democracia. No entanto, até ver, nenhum outro modelo suplanta quer um quer outro. Primeiro, porque o mercado por si só não dá conta da oferta e da procura e, assim, não é capaz de assimilar toda a mão-de-obra gerando excesso, o que conduz à instabilidade social. Segundo, os modelos alternativos conhecidos à Democracia geraram catástrofes sociais tremendas. 

Em plena falência do sistema capitalista segundo as regras vigentes - que implicam um controlo do sistema por parte dos bancos e das agências de rating - fala-se no fim do Estado Social. Segundo as opiniões em voga nas margens do governo, para que o Estado Social sobreviva é preciso baixar salários e pensões, ou em alternativa aumentar impostos. A receita que mais convém à mão invisível. Mas a verdade é que a alternativa à falência do Estado Social foi já amplamente testada e continua a ser. Tudo o mais é demagogia. Afinal é cada vez mais notório que foram as PPPs, escândalos como as Swaps ou o BPN, e tudo o mais que gravita em torno dos bancos e empresas-consultoras às quais o Estado pagam milhões que conduziram à ruína. O "aguenta, aguenta" de Ulrich é a receita mais velha do mundo: engordar os grandes à custa do povo.

"E naquela casa, que ninguém conhecia a idade, era como se os dias não fossem dias".

Email | Blog Académico | Página Pessoal 

OS MEUS LIVROS

p-imdv.jpg

O livro está disponível para download aqui. COVER ULHT.JPG O livro está disponível para download aqui O livro está disponível para aquisição aqui O livro está disponível para aquisição através do email correio@cpcy.pt

UNS TANTOS