Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

⊙ A Morada dos Dias

{ Horizontes. Olhares. Rumos Cruzados. Palpitações. Compassos dos Dias. }

04
Mai13

A Mentira Repetida Mil Vezes

DIZEM QUE as mentiras repetidas mil vezes se tornam verdades. As “verdades” políticas residem, então, entre as mnemónicas e as ladainhas. O primeiro-ministro (oficial) leva o ditado ao pé da letra. “Este é o caminho”, “estamos no rumo certo”, entre outras ladainhas que funcionam como mnemónicas numa lógica orwelliana de verdade absoluta.

Recordemos que há dois anos Pedro Passos Coelho prometeu um ajustamento “rápido e indolor”. Está mais do que visto que nem uma coisa nem outra. As sucessivas falhas do cérebro por trás do oficial devotaram o país à ruína e ao caos social. A despesa com subsídios de desemprego cresceu em três meses na ordem do previsto para um ano. As contas públicas estão caóticas, a recessão cresce, as falências dão-se em catadupa, enquanto o PM confia cegamente num plano falhado e recusa a negociação.

Porque a culpa não quer morrer solteira, o governo encetou uma narrativa de culpabilização do tribunal constitucional, sem qualquer sentido. A constituição existe para se governa com esta, mas o atual governo, numa linha muito cara a uma certa direita histórica, prefere culpar a constituição, suspirando pela de 1933. 

 

[ler Daniel Oliveira]