Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

⊙ A Morada dos Dias

{ Horizontes. Olhares. Rumos Cruzados. Palpitações. Compassos dos Dias. }

⊙ A Morada dos Dias

{ Horizontes. Olhares. Rumos Cruzados. Palpitações. Compassos dos Dias. }

25
Abr14

As portas que Abril abriu.

Naquele tempo buscavam-se as liberdades e os sorrisos rasgavam-se de esperanças. Era uma nova aurora. O país atirava para a berma 41 anos de silêncios, de atraso, de passividade e medo. Portugal era então um país para as gentes, para os jovens, que prometia um novo começo cheio de possibilidades. E foi, para muita gente o país que começava revelava-se perfeito para jogatanas políticas, e a adesão à CEE foi o pretexto ideal para distribuir dinheiro aos amigos, para edificar empresas financiadas pelo Estado adolescente, para elaborar leis que garantiam a segurança dessas empresas e os seus futuros e edificou uma máquina partidária que se alimentou do pior do mercado, dos favores, dos corredores do poder. Para eles e para os seus filhos, jovens que crescerem de bandeira partidária na mão e que são hoje o reflexo de uma sociedade ainda a confundir liberdades com ausência de regras. 

É o país que emergeu com Cavaco Silva e ainda o tem, pó do antigo regime agora trajado a democrata, político fraco e catavento ideológico. É o país de uma esquerda que não se entende e que luta pela detenção religiosa da "verdade" e de uma direita que se entende bem demais com o mercado, com os bancos, com a banca e as empresas. É o país minado pela corrupção, pela desesperança e que passou 40 anos às voltas consigo mesmo, e que continua sem rumo claro, prometendo a infelicidade às gerações de agora e de amanhã. 

"E naquela casa, que ninguém conhecia a idade, era como se os dias não fossem dias".

Email | Blog Académico | Página Pessoal 

OS MEUS LIVROS

p-imdv.jpg

O livro está disponível para download aqui. COVER ULHT.JPG O livro está disponível para download aqui O livro está disponível para aquisição aqui O livro está disponível para aquisição através do email correio@cpcy.pt

UNS TANTOS