Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

⊙ A Morada dos Dias

{ Horizontes. Olhares. Rumos Cruzados. Palpitações. Compassos dos Dias. }

⊙ A Morada dos Dias

{ Horizontes. Olhares. Rumos Cruzados. Palpitações. Compassos dos Dias. }

12
Abr14

Jesus, Benfica e o Campeonato.

:: Ao comando do Benfica desde 2009, Jesus não fez qualquer milagre ::

 

O Benfica sagrar-se-á campeão com justiça e naturalidade. Pese o enorme fracasso da época «azul-e-branca», que revelou um impreparado Paulo Fonseca, o título «encarnado» é mais mérito do Benfica do que desmérito do FC Porto. O Benfica é uma equipa sólida edificada sobre jogadores altamente talentosos. Ora, se o título «encarnado» não resulta tanto de desmérito do Porto, também não resulta em absoluto de mérito de Jorge Jesus. Não que JJ seja um mau treinador, porque não o é, mas verdade seja dita também não é treinador que justifique ser o 10º mais bem pago do mundo. Os títulos arrecadados por Jesus ao comando do Benfica, são, a meu ver, escassos, para quem teve recursos financeiros qual ilimitados (atendendo ao nível do nosso campeonato) e viu o clube reforçar-se com dezenas de jogadores (muitos dos quais nunca vestiram a camisola «encarnada», numa lógica que parecia revelar que há dúzia era mais barato. Com talentos como Markovic, Enzo Pérez, Nico Gaitán, Salvio, Rodrigo, entre outros, o que Jesus faz é o mínimo que se exige. 

Quem faz então milagres? A começar Luís Jardim merece todo o crédito pela época leonina. Com recursos inferiores aos rivais, o Sporting terminará o campeonato em segundo lugar, com justiça. A dinâmica de jogo, o profissionalismo e a determinação são fruto da segurança transmitida por Bruno de Carvalho de cima para baixo e muito da competência de Jardim. No entanto, Marco Silva reforçou esta época o estatuto de jovem treinador do momento. Mesmo tendo perdido Steven Vitória, Licá e Carlos Eduardo, soube manter o Estoril com nível exibicional elevado e superando a época anterior. Uma última palavra para Rui Vitória, um treinador extraordinária que sem ovos faz omoletes. O Vitória de Guimarães, com escassos recursos financeiros sendo obrigado a recorrer à sua formação e a reforços vindos de escalões inferiores, e vendo sair com frequência jogadores chave, mantém-se na luta pelos lugares europeus, e isso deve-se em absoluto a um treinador altamente competente e talhado para voos mais altos. Um sucessor ao lugar de Jesus, com condições para fazer melhor que o anterior.

3 comentários

Comentar post

"E naquela casa, que ninguém conhecia a idade, era como se os dias não fossem dias".

Email | Blog Académico | Página Pessoal 

OS MEUS LIVROS

p-imdv.jpg

O livro está disponível para download aqui. COVER ULHT.JPG O livro está disponível para download aqui O livro está disponível para aquisição aqui O livro está disponível para aquisição através do email correio@cpcy.pt

UNS TANTOS