Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

⊙ A Morada dos Dias

{ Horizontes. Olhares. Rumos Cruzados. Palpitações. Compassos dos Dias. }

26
Mai14

Os Resultados Eleitorais.

Com abstenções recordes - saliente-se o caso extraordinário da Eslováquia onde a abstenção atingiu o valor de 87%, facto que jamais pode ser ignorado -, a Europa está nas mãos dos conservadores do PPE. Austeridade, fosso social, precaridade salarial, insegurança estrutural continuarão na ordem do dia. Por cá o Partido Socialista vence mas não é o vencedor da noite. A margem mínima que se traduz pela diferença de um eurodeputado significa que, de alguma forma, a campanha anti-Sócrates levada a cabo pela coligação CDS-PSD surtiu efeitos, e o baixo carisma de Seguro é ainda fator de peso. Os vencedores da noite são a CDU, sempre fiel a si mesma e por isso premiada pelo eleitorado que exige uma esquerda forte, e o MPT graças à figura popular de Marinho e Pinto. O outro derrotado da noite é o BE, sintoma de um fim de ciclo "bloquista", partido que vinha perdendo a sua expressão com a morte de Miguel Portas e com as saídas de Francisco Louçã, Daniel Oliveira, Joana Amaral Dias, Ana Drago e Rui Tavares. Ora, o partido deste último, o Livre, ficou pela metade dos votos do BE. Não sendo um resultado eloquente não deixa de permitir um balão de oxigénio para as próximas campanhas e lutas. A esquerda à esquerda do PS e à direita do BE e PCP tenderá a ganhar força. O mesmo pode ser dito do PAN, o partido das propostas budistas e da defesa dos animais faz o seu caminho de força sólida, coerente e séria. É uma força em expansão significativa.