Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

⊙ A Morada dos Dias

{ Horizontes. Olhares. Rumos Cruzados. Palpitações. Compassos dos Dias. }

06
Out14

Presidenciais Brasileiras.

É possível suspirar de alívio, Marina Silva está fora da corrida presidencial e a Democracia brasileira sobrevive, deixando sinais positivos de uma via aberta para travar o avanço da teocracia evangélica. A segunda volta das presidenciais será entre Aécio e a atual presidente Dilma, num volte-face menos esperado mas facilmente compreensível. Depois do desgaste gerado pela Copa e pelas manifestações por um Brasil mais investidor na saúde e na educação, Dilma Rousseff vinha com uma imagem fragilizada que carregava ainda alguns escândalos do PT. Não o suficiente, contudo, para afastar a presidente em exercício da corrida ao Palácio Itamaraty, porquanto as conquistas petistas foram, ainda assim, superiores aos fracassos. Por outro lado, e felizmente para o rumo do país, a colagem de Marina ao eleitorado e aos programas ideológicos evangélicos deixaram-na com reduzida margem política fora do espetro de ação, pelo que a subida de Aécio Neves é fruto de uma insatisfação para com Dilma e um descrédito na via alternativa de Marina. Há, todavia, alguma esperança para Dilma, é que Marina deixa entender um possível apoio a Aécio na segunda volta e isso é matar as esperanças do candidato do PSDB.