Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

⊙ A Morada dos Dias

{ Horizontes. Olhares. Rumos Cruzados. Palpitações. Compassos dos Dias. }

05
Fev16

Túnel do Tempo #2

Túnel do Tempo é uma coleta de textos que escrevi noutros blogues, há anos atrás, e que por algum motivo quis recuperar, para mim mesmo, num arquivo, numa prova de que a escrita transforma-se. 

||| "Essa Tal Questão", 18 de fevereiro de 2009, blogue A La Gauche

O Fernando Mouro puxa para a mesa de debate o casamento homossexual. É curioso como se continua a discutir a possibilidade legal e civil de duas pessoas se unirem em laços socialmente considerados. Claro que essa união tem um pendor profundamente catolizado o que legitima a Igreja a comentar e proferir palavras de desencorajamento. É óbvio, que o casamento civil entre homossexuais não deveria estar ainda em julgamente ou pior ainda ser tratado com algum receio. A homossexualidade é uma verdade pragmática, é um dado social como qualquer outro. Representa condições naturais, genéticas e psicológicas próprias, tão naturais como a heterossexualidade. Existindo naturalmente deve ser legalmente constituída como representação de união civil. A Igreja representa o papel que lhe historica e culturalmente destinado. A laicidade representa o seu. No espaço entre essa dualidade vive o social em todas as suas representações. Tudo o mais que não seja a serena passagem da confirmação laica das possibilidades de união homossexual tratam-se de manobras carregadas de oportunismo mediático, de marketing de ocasião, e de publicidade eleitoralista. Entretanto, vai entretendo os portugueses vítimas de uma crise global. Não é pão e circo mas é parecido. E ao ser parecido retira grande parte do valor simbólico da luta subjacente.