Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A Morada dos Dias

{ E naquela casa, que já ninguém conhecia a idade, era como se os dias não fossem dias }

Micropost [19]

/ Greta na AR e outros messianismos /

Novembro 15, 2019

O convite a Greta Thunberg para vir discursar à AR é proporcional aos tempos de messianismos que vivemos. Esta coisa de transformar pessoas em símbolos, em que pouco interessa o que dizem mas o que representam, o que personificam, é preocupante e reflete o grau de infantilização democrática de uma sociedade. É, sem dúvida, um fetichismo político coincidente com o modelo de seguidismo que se reciclou. Em alguns casos estamos perante a mera amplificação de chavões e preconceitos, noutros no delírio da êxtase ideológica, e noutros na euforia do Messias.

Dias de Séries | O Alienista

Novembro 12, 2019

O Alienista, série da Netflix, traz-nos à Nova Iorque de 1896, onde o alienista (termo de época para psicólogo) Laszlo Kreizler é incumbido da missão de encontrar um assassino que mata e profana o cadáver de crianças. Lazlo é um alienista com um passado conturbado, que vive com uma jovem índia muda, um negro e um rapaz que acolheu. A sua missão será dificultada pelo status quo da polícia, e terá por companheiros John Moore, desenhista, Sara Howard, a primeira mulher a trabalhar para a polícia de NY, e os irmãos Isaacson, dois judeus especialistas em novas técnicas de investigação criminal, mas desajustados da "velha guarda" da polícia nova-iorquina. Como não ficar preso à trama, ao suspense e violência emocional, à reconstituição de época, ao cenário, à busca pela solução deste crime psicológico? Uma série que nos deixa ansiosos pela próxima temporada. 

classificação: ✩✩✩✩

micropost [18]

Novembro 12, 2019

Não é o crescimento da extrema-direita que impede a formação de um governo em Espanha, como se diz por aí. É, precisamente, o contrário. Foi a incapacidade de criar uma solução estável de governo, de encontrar pontes e formar alianças, com o forçar de eleições na esperança de uma maioria, que conduziu ao crescimento exponencial do VOX. Neste momento, ou o PSOE encontra uma solução ou o VOX vai ser a solução de governo escolhida pelo povo. Quando não se é capaz de ler o tempo em que se vive, tende-se a cometer erros capitais. A doutrina do "povo carneiro" fez do povo ávido de soluções radicais.

O novo velho eleitorado

Novembro 11, 2019

De Bolsonaro ao Chega, de Trump ao Vox, o que procuram as pessoas que neles votam? Considerando as diferenças próprias de contexto, a verdade é que há elementos comuns entre tais eleitores que formam um continuum, um conjunto agregado de motivações partilhadas. Tratam-se de pessoas ressentidas com a marcha dos tempos, descamisados da globalização e do multiculturalismo. São pessoas arreigadas a valores morais que reclamam ser socialmente inquestionáveis. Pessoas que procuram uma materialização política dos seus próprios preconceitos, galvanizados por discursos feitos de chavões que não precisam refletir factos, basta, apenas, que se colem ao que pensam para serem elevados a proclamadores de "verdades incómodas", não se importando que para ver os seus preconceitos ampliados na esfera pública legitimem revisionismos e atropelos à Democracia.

o fascismo saiu do armário num dia assim

Novembro 11, 2019

Já não é só protesto, porque os tempos da crise estão ultrapassados, mal ou bem. É convicção nos valores do fascismo possível. É matéria, portanto, de outra natureza. É a rejeição da pluralidade e a nostalgia da glória nacionalista, a exaltação da pátria dos velhos costumes. É a Reunião Nacional, é o Vox, é o Chega, é um pouco por todo o lado. As eleições desta noite em Espanha são a confirmação do regresso do sentimento que possibilitou os regimes ditatoriais, é o desenterrar do franquismo sem a contenção da vergonha. É o resultado da combinação entre globalização e ignorância, entre informação disponível e uma educação que fermentou uma geração acrítica.

micropost [17]

Novembro 09, 2019

Quando olhamos para a situação política na Europa (fiquemos por esta geografia) percebemos que as pessoas estão ansiosas por viver uma ditadura. Isto significa que os sistemas de ensino falharam. Quando não se aprende com a História ela repete-se.

Lendo Blogs [7]

Novembro 09, 2019

Maléfica II: Mestre do Mal

Novembro 09, 2019

Maléfica está para Angelina Jolie como o Chapeleiro Louco está para Johnny Depp. Neste segundo capítulo de Maléfica encontramos uma versão Disney do imaginário pagão nórdico-germano, um elogio ao paganismo, recuperando o romantismo literário alemão e a nova vaga celta e viking, ao mesmo tempo que recorda o mito do bom-selvagem, já presente em Avatar.
Em Aurora temos uma elfa do bosque e, ao mesmo tempo, a Primavera de Botticelli, enquanto Maléfica e os seus personificam o imaginário das deusas fortes e selvagens, passadas na peneira da literatura noir. Se para as crianças temos uma clássica narrativa de amor e heroísmo, para os mais velhos temos um apelo ao retorno à Natureza pela via das religiosidades pré-cristãs.

desigual

Novembro 08, 2019

A Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa precisa rever os seus critérios de acesso aos seus programas de pós-graduação, de modo a que todos os candidatos estejam em pé de igualdade. Neste momento, o regime é desigual, não por intencionalidade administrativa, mas antes porque determinados candidatos advém de países onde as notas são, por princípio, mais elevadas. Em consequência disso, os candidatos portugueses não estão em iguais condições de disputar as vagas. O caminho não passa por restringir o acesso a candidatos estrangeiros, mas antes incluir um critério de ponderação especial ou algum tipo de provas de qualificação. E isto aplica-se, igualmente, à FCT, com a atribuição de bolsas.

o machismo em territórios judiciais

Novembro 07, 2019

As notícias sobre violência sexual, nas formas de abuso e violação, são demasiado frequentes para as ignorarmos ou passarmos sobre elas um véu de pontualidade. A última notícia oriunda de Espanha, dá conta que os violadores foram absolvidos de tal crime, lavrando-se sentença por abuso sexual, sob o argumento de que a vítima, menor, estaria inconsciente. Não é a primeira vez que encontramos este tipo de acórdão judicial. Por essa razão, é lícito afirmar que uma sociedade de tipologia cultural patriarcal é sempre machista e com isso produz uma noção de moral e de justiça normativada a partir do homem. É por isso que uma agenda feminista é tão urgente, menos para os homens que odeiam mulheres empoderadas. No final, como podemos esperar que uma sociedade respeite minorias etnias, sexuais, de género, religiosas, se não respeita as mulheres da heteronorma?