Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Dias Assim

As Ordens Profissionais

Outubro 16, 2021

João Ferreira Dias

246327789_10159593520003556_6118590191094206826_n.

Em Portugal as ordens profissionais têm um poder maior do que nos demais países da UE. Esse facto levou a que a troika impusesse uma legislação que tivesse o condão de limitar esta hipertrofia. A razão pela qual nunca foi feita é a mesma pela qual tais ordens detêm tanto poder: a politização e o classismo. Com efeito e não obstante o papel de regulação ética que lhes é inerente, as ordens tornaram-se canais de sindicalização dos profissionais, ao mesmo tempo que determinam e condicionam um princípio que deveria ser elementar num Estado liberal: o livre acesso à profissão. Quando a OA faz um exame de acesso está a dizer às universidades que a sua competência científica e formativa é duvidosa e carece de ser atestada. Quando impõe estágios não-remunerados, está a dizer que a profissão é para aqueles que têm almofada económica, ao mesmo tempo que fornece ad eternum mão de obra neo-escravizada aos escritórios. Portanto, é tempo de remeter as ordens às suas funções fundacionais éticas e extinguir as desnecessárias e politizadas.

Cólofon

Dias Assim é um blogue de João Ferreira Dias, escrito segundo o Acordo Ortográfico, de publicação avulsa e temática livre. Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.