Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

— A Morada dos Dias —

{ E naquela casa, que já ninguém conhecia a idade, era como se os dias não fossem dias }

22
Jan16

♪ Compasso dos Meus Dias (1)

A profundidade da canção conduz-nos à submersão dos debates internos, quando a alma se cansa, o dia se esbate, a vontade perece, e por fim a fuga assume contornos sedutores. É uma música extremamente poderosa quando colocada em diálogo com sentimentos depressivos, com o turbilhão emocional adolescente, quando o mundo pesa sobre os ombros por quaisquer motivos que conduzem o sujeito a procura o abandono do quotidiano onde tudo lhe parece vazio, cinzento e encarcerador. Uma viagem pelas depressões com uma musicalidade poderosa.