Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

— A Morada dos Dias —

{ E naquela casa, que já ninguém conhecia a idade, era como se os dias não fossem dias }

{ E naquela casa, que já ninguém conhecia a idade, era como se os dias não fossem dias }

— A Morada dos Dias —

12
Fev17

Fátima

Achei imensa graça ao post de Guida, no blogue Aspirina B, a propósito da visita papal a Fátima. Não replico a questão mercadológica do santuário, mas chamo à atenção da importância sociológica dos fenómenos marginais católicos na configuração da identidade católica portuguesa. É impossível pensar o catolicismo popular sem as oferendas, os votos, as trocas simbólicas dos ex-votos, sem os cultos dos santos e santas que se renovam nos ciclos anuais e nas suas romarias. São aspetos que alimentam o catolicismo e sem os quais o catolicismo não se reconhecer em contexto ibérico.