Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

O Estado dos Dias

16.05.22

É um favor que se faz ao populismo de Direita combater qualquer manifestação de identidade nacional como vício por princípio (aberratio ab initio). Parece-me excessiva, pouco realista e sem efeito prático, a ideia de país sem identidade como primado contrário ao "Estado-Nação", pelo facto de que condena, no plano moral, o direito à identidade e à memória coletiva, a qual não se querendo unívoca nem limitadora, é no entanto lícita. Uma sociedade multicultural não implica a ausência de marcadores que identificam a história de um país. O conceito de saudade pode bem não ser um exclusivo português, até porque pouco difere de nostalgia ou do romeno dor, mas isso não invalida que seja um ativo cultural português. 

Cólofon

Dias Assim é um blogue de João Ferreira Dias, escrito segundo o Acordo Ortográfico, de publicação avulsa e temática livre. Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.