Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

— A Morada dos Dias —

{ E naquela casa, que já ninguém conhecia a idade, era como se os dias não fossem dias }

03
Mar18

O Professor Passos Coelho

Pedro Passos Coelho irá lecionar em três universidades, entre elas a Universidade de Lisboa, na categoria de professor convidado catedrático, ministrando nos cursos de mestrado e doutoramento em Administração Pública e Economia, burlando, desta forma, o processo normal de acesso e ascensão na carreira de docência universitária. Trata-se de uma situação gravíssima, porque lesa diretamente, e de uma só vez, a integridade institucional da universidade e a cientificidade da carreira académica. O ex-primeiro-ministro é detentor de uma simples licenciatura, sem qualquer trajeto científico credível (ver CV). Não há registo de publicações científicas, não há um trajeto com dissertações e teses, não há nada, a não ser uma carreira na JSD, no PSD, a atuação como PM, muitos favores e bastante nevoeiro. O grave disto já não é, note-se, a promiscuidade que está patente de forma tão declarada, é, sim, o desrespeito absoluto por todos aqueles que no anonimato vêm procurando construir um currículo científico sólido, muitas vezes sem bolsas de estudos, com inúmeras dificuldades, agruras, e que aguardam durante anos, não raras vezes na qualidade de investigadores pós-doc, por diversas vezes, ou simplesmente como investigadores associados e integrados em centros de investigação, por uma oportunidade, por uma vaga de docência, que pode nunca chegar, mas que está sempre disponível, aqui ou ali, para pagar favores a políticos com robustez científica de vão de escada. Num país em que um licenciado é dr., andamos a brincar com a ciência e a docência. Num país em que um licenciado é dr., andamos a brincar com a ciência e a docência.