Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

O Estado dos Dias

«O dia precedente é o mestre do dia seguinte.» - Píncaro

PSDquê?

05
Jul22

Montenegro quer, e tem de (a bem da Democracia), ser alternativa ao PS. A questão é a de saber com que ideias. Por toda a Europa, o conservadorismo moral combinado com o liberalismo económico está, hoje, representado pelos populist radical right parties. A combinação liberal nos costumes e liberal na economia, em Portugal, está na IL. O que sobra ao PSD? Bom, eventualmente federar tendências, ser um partido gancho à Direita, sem o qual a direita não governa, mas tendente ao centro. Para isso precisa de quadros qualificados, ideologicamente diversos, e com um programa reformista e consensualista, muito além do passismo. É Montenegro a pessoa certa? Não sei dizer. À primeira vista não, dada a sua afinidade com o passismo, um horizonte ideológico neoliberal e meio conservador, não consensualista e de ímpeto mais revertista do que reformista.