Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A Morada dos Dias

{ E naquela casa, que já ninguém conhecia a idade, era como se os dias não fossem dias }

03
Abr20

Os restos do COVID-19

O alerta do FMI, de que poderemos ter no horizonte uma crise superior à de 2008, não é extemporâneo. A possibilidade de recessão tem de ser encarada de forma séria e antecipada no quadro das possibilidades. Os Estados não têm bolsos sem fim. Isto vai doer quando a poeira assentar. E com os Estados financeiramente mais sólidos a terem de enfrentar a ameaça da extrema-direita internamente, acabarão por faltar ao dever humanitário de auxílio desinteressado, receosos da revolta popular. Ninguém quer ajudar outrem se tal lhe parecer lesar direta ou indiretamente. Ao mesmo tempo, a prisão à moeda única impede os Estados de aplicarem políticas monetárias próprias, capazes de responder às suas vicissitudes internas. Se a União Europeia aplicar a receita de 2010 em diante, que conhecemos como «austeridade» o fim do projeto europeu avizinha-se, com o ressentimento dos países resgatados, ao caso não por gestão danosa, mas antes por maior fustigação do COVID-19.

11
Abr13

Christine Lagarde e a Lição a Gaspar

VALORIZO as pessoas que são capazes de reconhecer os seus erros e arrepiar caminho em tempo oportuno, não arrastando consigo quem os rodeia rumo ao abismo por teimosia. Está pois, implícito, que não valorizo, nada, Vítor Gaspar. A arrogância intelecutal não é sinónimo de competência mas teimosia. Christine Lagarde, diretora-geral do FMI, não há muito tempo atacou os países periféricos, falou em populações a viver acima das suas possibilidades, discurso importado ipsis verbis por Passos Coelho e Vítor Gaspar. Em tempo oportuno percebeu (ou fizeram-na perceber) que a austeridade não era rumo algum e que o que havia dito era absurdo. Infelizmente, o recuo paradigmático em nada demoveu o governo português ou a troika, deixando transparecer que esta última é age à revelia do FMI e que é Vítor Gaspar, Angela Merkel e os bancos europeus quem a comanda. Ontem Lagarde afirmou que é necessário limpar o sistema financeiro e encerrar bancos que não valham apena manter em cuidados paliativos. Ninguém vai ouvir, certamente.

(em reforma) BLOGS AOS MOLHOS //  A Terceira Noite | Absorto | Adufe | Almanaque Republicano | Aparências do Real | Aspirina B | A Origem das Espécies | Barbearia Sr. Luis | Blasfémias | Blogoperatório | Bomba Inteligente | Causa Nossa | Corta-Fitas | Crónicas da Terra | Da Literatura | Delito de Opinião | Der Terrorist | desNorte | Dias com Árvores | Esmaltes e Jóias | Esquerda Republicana | Blues For Alice | Geração de 60  | Incursões | Indústrias Culturais | J.P.Coutinho |  Jorge Vaz Nande | Ladrões de Bicicletas | Lauro António Apresenta… | Ler BD | Miniscente | O Insurgente | Ortografia do Olhar | O Jumento | O Grande Zoo | Poesia | Poesia Distribuida | Puxa-Palavra | Quarta Republica | ruitavares.net | Sorumbático | Teatro Anatómico | Tempo Contado  | UmBlogSobreKleist | Voz do Deserto | 2 Dedos de Conversa  BLOGS COM AÇÚCAR NA VOZ // Alfarrabio | Leituras do Dia | Paulinho Assuncao | Farofafá | Prosa Caotica | Rafael Galvao |