Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A Morada dos Dias

{ E naquela casa, que já ninguém conhecia a idade, era como se os dias não fossem dias }

Ainda Greta

Dezembro 04, 2019

Greta tem 2 públicos-alvo que se espera que tenham reações distintas. Por um lado os adolescentes, que "tipo" precisavam de um acordar das redes sociais para o ativismo, e que para tal necessitavam de um ídolo. Por outro os adultos, os que elegem e os que são eleitos, que Greta pretende responsabilizar. O que não se espera é que os adultos se comportem de forma tão infantil. Se uns estão embevecidos à volta da manjedoura, outros estão no papel de haters. No meio disto vão os adolescentes fazendo melhor figura, já que os adultos estão mais preocupados em beatificar ou em destruir o carácter a jovem ativista. BOYAN SLAT fez mais pelo planeta e tem menos exposição? Sim. Culpem os media.

Greta

Dezembro 03, 2019

O caso da ativista Greta Thunberg é paradigmático dos tempos que vivemos. Escasseia o meio-termo, a boa velha máxima "virtus in medium est". De um lado há uma devoção messiânica, do outro uma demonização total. Em ambos os casos abandonou-se a mensagem para se focar no mensageiro. Constrangedor.

Micropost [19]

/ Greta na AR e outros messianismos /

Novembro 15, 2019

O convite a Greta Thunberg para vir discursar à AR é proporcional aos tempos de messianismos que vivemos. Esta coisa de transformar pessoas em símbolos, em que pouco interessa o que dizem mas o que representam, o que personificam, é preocupante e reflete o grau de infantilização democrática de uma sociedade. É, sem dúvida, um fetichismo político coincidente com o modelo de seguidismo que se reciclou. Em alguns casos estamos perante a mera amplificação de chavões e preconceitos, noutros no delírio da êxtase ideológica, e noutros na euforia do Messias.

make the world Greta again

Setembro 24, 2019

Uma das características de quem nada faz é tentar destruir quem faz algo. Por estes dias há mais gente com espuma entre os dentes dirigida à adolescente Greta Thunberg do que com qualquer tipo de sentimento de revolta face ao crescimento da extrema-direita, a poluição, a manipulação de Boris Johnson, ou qualquer outro assunto para onde deveriam canalizar a atenção. O efeito do ataque sem par a Greta é o de aniquilar a sua mensagem, centrando na sua personalidade e na destruição de carácter. Pelo vistos não há um problema de sustentabilidade ambiental, há só um problema chamado Greta. É por causa dos ódios ao mensageiro que na tradição bíblica Jesus acabou na cruz.

[adenda: obrigado à equipa de blogs do Sapo pelo destaque deste post]