Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

O Estado dos Dias

«O dia precedente é o mestre do dia seguinte.» - Píncaro

Varzim sem Tauromaquia

28
Set22

Não obstante ter sido parte integrante da cultura portuguesa por um longo período, a verdade é que a tauromaquia vem perdendo adeptos, em razão de transformações tanto no plano da cultura (com a entrada de uma orientação cosmopolita globalista) quanto no plano da proteção animal. As sociedades não são estanques, e na mudança o património imaterial vai sendo perdido ou ressignificado. Tomada a decisão de demolir o espaço, a conversão em equipamento cultural parece acertada, uma vez que liga o terreno à fruição cultural. No entanto, é preciso ter presente que o desaparecimento da tauromaquia traz efeitos económicos concretos para aqueles cuja atividade, muitas vezes ao longo de gerações, tem sido ligada a tal prática, como a produção animal, o uso de terras para pasto, etc. É provável que vejamos esses terrenos convertidos em produção fotovoltaica. No mais, veremos esta questão cada vez mais integrada nas guerras culturais entre identidade cultural nativa e identidade cultural globalista.